Book survey

por Yasmin
19 comentários

Essa tag veio direto do blog da Maru. Estava entediada, não postava há tempos… Por que não? São mais de 50 perguntas-respostas que ela traduziu e postou no blog dela sobre hábitos literários. Nada melhor para passar o tempo nesse domingo preguiçoso.

1. Livro de infância preferido?
Ok, vamos começar dizendo que não tem essa de livro preferido no singular. Como não falar dos meus livros da série O Pequeno Nicolau e os da Pipi Meialonga, que tenho até hoje? (Os primeiros, completamente amarelados e os segundos, com capas neon ainda mais intensas que marca-texto, já desbotados). Isso sem falar do livro de contos de fadas chamado A volta ao mundo em 52 histórias e a série absolutamente incrível que quase ninguém conhece Os mundos de Crestomanci.

2. O que você está lendo agora?
Bom de Briga – Markus Zusak.

3. Que livros você quer emprestar na biblioteca?
Grande Sertão: Veredas – Guimarães Rosa.

4. Hábito de leitura ruim?
Levo meus livros para cima e para baixo, o que é um eufemismo para: jogo eles na mochila, bolsa ou o que seja. Vira e mexe eles ficam com as bordas marcadas e me arrependo de ser  desleixada. Quem não gosta dos livros bonitos na estante? Mas logo esqueço dessa frescura porque afinal, o que me importa de verdade são as histórias que me acompanham. Me sinto muito sozinha no ônibus se não tiver um livro comigo. Melhor que eles estejam comigo, mesmo que um tanto amassados.

5. Qual foi o último livro que pegou na biblioteca?
Euclidiana – Ensaios sobre Euclides da Cunha – Walnice Nogueira Galvão.

6. Você tem um e-reader?
Não, mas estou louca para comprar um Kobo. Cansei de gastar até a alma em xerox com livros e textos para a faculdade. Um e-reader tornaria tudo muito mais prático, sem contar na facilidade para ler aqueles livros que eu “até quero ler, mas não estou afim de gastar meu dinheiro”.

7. Você prefere ler um livro por vez ou vários de uma vez?
Tanto faz, de verdade. Acho que já li uns quatro ou cinco de uma vez. Não sinto que prejudica a leitura.

8. Seus hábitos literários mudaram desde que criou o seu blog?
Sim e não. Se você considerar desde que criei o Quase Inédita, lá para 2009 ainda no Blogspot, sim. Na época, a paixão pela literatura beatnik ainda era muito latente e eu achava o Kerouac um gênio – aquela coisa de fase adolescente, sabe? Mas se for considerar desde que tenho o domínio (já que não importei os posts nem nada, dá para considerar isso um começo, eu acho) não.

9. Qual foi o livro que você menos gostou de ler esse ano?
Os Sertões – Euclides da Cunha. Ok, eu entendo que é um livro importante e incrível e blablabla, mas não conseguia engolir mais de dez páginas sem sofrer (muito). Achei a leitura arrastada, cansativa e muitas partes eram desnecessárias. Espero que nenhum professor de literatura leia isso. Ainda quero dar uma segunda chance, porque sei que o problema é muito mais má-vontade minha do que qualquer outra coisa, mas enfim. Prefiro continuar lendo livros sem sofrer.

10. Livro preferido que leu este ano?
Até agora, foi O oceano no fim do caminho – Neil Gaiman. Foi tudo (e muito mais) do que eu precisava no momento que li.

11. Com que frequência você lê fora da sua zona de conforto?
Procuro sempre ler coisas novas e que fujam do meu gosto padrão, acho até que a proporção vai de 3 livros que sei que vou gostar para 1 diferente do que costumo ler. Isso me estimula a sempre buscar novos autores/gêneros, além de fazer com que eu tenha várias surpresas interessantes.

12. Qual é sua zona de conforto literária?
Livros despretensiosos, por mais que isso soe pretensioso. Gosto muito de livros de fantasia também, mas meus favoritos falam sobre pessoas e seus sentimentos – sem a obrigatoriedade de elementos extraordinários.

13. Você consegue ler em ônibus?
Sim! Inclusive são os momentos do dia em que mais leio: indo para a faculdade/estágio ou voltando para casa. Já em viagens mais longas não consigo ler muito, fico enjoada mais facilmente.

14. Lugar preferido para ler?
Na minha cama.

15. Qual é a sua política de emprestar livros?
Só empresto quando confio (mesmo!) na pessoa. Já perdi vários volumes que gostava nessas de emprestar para outras pessoas – até mesmo parentes, veja só. Por isso, preciso confiar que a pessoa vá (1) cuidar tanto quanto eu do livro (2) me devolver. Recentemente, emprestei meu xodó Nove Estórias – J.D. Salinger para uma amiga, mas só porque sabia que ela iria cuidar, uma vez que o livro era do meu pai e passou para mim.

16. Você faz orelhas nos livros?
Não intencionalmente, heh.

17. Você já escreveu nas margens dos livros?
Sim, e também sempre grifo passagens que me chamam atenção.

18. Nem mesmo em livros didáticos?
Meus livros didáticos são cheios de rabiscos, desenhos e letras de música.

19. Em que língua você prefere ler?
Português e inglês.

20. O que faz você amar um livro?
Quando eles conseguem traduzir coisas que sinto (algumas vezes até antes mesmo de sentir de fato aquilo).

21. O que te inspira a recomendar um livro a alguém?
Quando gosto da pessoa tanto quanto gostei da experiência de ler tal livro. Sempre fico com a esperança que ela sinta o mesmo (ou até mesmo mais do) que eu.

22. Gênero/tema preferido?
Meu gênero favorito é romance, mas gosto muito de contos também. Quanto aos temas, gosto de ficção, realismo fantástico, contos e fantasia.

23. Gênero que você raramente lê?
Poesia e biografias.

24. Biografia preferida?
Detesto biografias. (vide pergunta anterior)

25. Você já leu livros de auto-ajuda?
Não, e nem acho que isso funcione.

26. Livro preferido de culinária?
O Google.

27. Livro mais inspirador que leu esse ano (ficção ou não-ficção)
A vida que ninguém vê – Eliane Brum

28. Petisco preferido enquanto está lendo?
Chá. Não consigo comer enquanto leio pois sempre enche as páginas de migalhas e deixa as pontas do dedo engorduradas. Mas uma caneca de chá é sempre uma ótima companhia.

29. Diga um caso em que a fama do livro destruiu a sua experiência.
O Diário da Princesa – Meg Cabot. Ai gente, eu achava a Mia muito chata, no filme ela é menos cuzona/egoísta e bem mais divertida.

30. Com que frequência você concorda com críticas dos livros?
Só acompanho resenhas por blogs de amigos ou que tenho afinidade, então geralmente acabo concordando com elas.

31. O que você acha sobre dar feedback negativo sobre um livro ou fazer uma review negativa?
Acho justo. Ninguém é obrigado a ter a mesma opinião que o resto das pessoas, acho inclusive válido para alimentar o debate sobre as obras. O problema é quando resenhas negativas afastam potenciais leitores.

32. Se você pudesse ler em outra língua, qual seria?
Francês e alemão.

33. Qual o livro mais intimidante que você tem?
Para te comer melhor – Eduardo Gudiño Kieffer. As pessoas sempre se assustam quando enxergam esse título na minha prateleira, entre outros livros. Porém-apesar-contudo-no-entanto, este não é um manual do sexo nem nada do tipo. É um livro incrível, por sinal.

34. Livro mais intimidante que você está nervoso para começar?
Grande Sertão: Veredas – Guimarães Rosa. Porque bem…. é Guimarães Rosa, e eu sempre tenho receio de ter que ler dez vezes o mesmo parágrafo para entender completamente a passagem.

35. Poeta preferido?
Meu repertório é muito limitado no que diz respeito à poesias, eu inclusive estou tentando mudar isso. :)

36. Qual foi a maior quantidade de livros que você pegou da biblioteca de uma só vez?
Quase sempre pego o limite permitido na biblioteca da faculdade: três por vez.

37. Quantas vezes você devolveu livros que não leu à livraria?
Poucas, e a maior parte das vezes foi quando peguei um livro para realizar trabalhos da faculdade.

38. Personagens preferidos da literatura?
Oskar Schell, de Extremamente Alto & Incrivelmente Perto. Franny Glass, de Franny & Zooey. E acho que podemos fazer menção honrosa para Lettie Hempstock, de O oceano no fim do caminho.

39. Vilão preferido:
Conde Olaf, de Desventuras em Série. Ninguém pode dizer que ele não tem personalidade. (Fiquei muito tempo encarando minha prateleira para responder essa pergunta. Cada vez menos tenho livros em que a figura do vilão está presente, chega a ser um pouco desconcertante – acho que é um daqueles momentos em que a gente percebe que cresceu).

40. Livros que você leva em viagens:
Qualquer um que eu já esteja lendo (salvo quando já estou terminando a leitura) ou que queira ler. Não faço muita questão de escolher livros especialmente para alguma viagem.

41. O maior tempo que você ficou sem ler livros:
Uns dois ou três meses, acho.

42. Um livro que você não terminou de ler:
Chatô – O rei do Brasil – Fernando Morais. Eu lia uma página e parecia que já tinha lido mais de 10, não conseguia vencer o livro. (sim, eu tenho birra com biografias. Ainda mais dessas que contam cada acontecimento nos mínimos detalhes e floreiam tudo até para as memórias mais banais).

43. O que te distrai quando você está lendo?
Frio, celular fazendo barulhinhos (especialmente quando são notificações do Facebook) e as minhas gatas sentando em cima das páginas, tentando impedir a leitura por um pouco de atenção.

44. Adaptação preferida para filme?
Coraline. Mesmo com alguns elementos diferentes do original, achei a adaptação incrível!

45. Maior decepção com adaptação para filme?
On the Road. A experiência de leitura foi muito mais intensa que o filme, que não chega a ser ruim mas é ok. Acho que o problema na verdade foram as minhas expectativas: foi um livro que significou muito para mim quando eu tinha uns 15-16 anos, e cheguei na sessão

46. Maior quantidade de dinheiro que já gastou numa livraria?
Deus abençoe o cartão de crédito e a possibilidade de parcelar. Já gastei mais de 300 reais de uma só vez.

47. Quantas vezes você folheia um livro antes de ler?
Procuro folhear apenas quando pego o livro pela primeira vez. Claro que se possuir ilustrações, a tentação é maior.

48. O que te faz parar de ler um livro na metade?
Mais do que a trama, mais do que o estilo do autor ou os personagens, o que me faz abandonar leituras é o momento que estou vivendo. Já comecei e parei vários livros justamente por não estar em sintonia com a trama e deixei para dar uma segunda chance depois (semanas, meses, anos ou até uma previsão indeterminada).

49. Você gosta de manter seus livros organizados?
Sim. Meus livros ficam organizados em duas prateleiras, por ordem de tamanho. Já tentei organizá-los cromaticamente, pois acho o resultado interessante, mas fico incomodada de separar séries e coleções.

50. Você prefere guardar os livros ou dá-los para alguém assim que terminou de ler?
Guardo quase todos, tenho vários livros da época em que era criança. Mesmo amarelados ou desbotados, continuam comigo.

51. Tem algum livro que você está evitando ler?
Ainda não terminei de ler O Festim dos Corvos – G.R.R.Martin. É eu sei que já abandonei esse livro ano passado. Acho que isso conta como evitar.

52. Um livro que te fez ficar com muita raiva.
Iracema – José de Alencar. Ai gente, a virgem dos lábios de mel não dá pra aguentar.

53. Um livro que você não esperava gostar mas gostou?
O Físico – Noah Gordon.

54. Um livro que você esperava gostar e não gostou?
The Lovely Bones – Alice Sebold. Acho que foi porque li em inglês numa época em que estava muito enferrujada e isso arrastou muito a leitura. Ainda quero dar uma nova chance para ele algum dia.

55. Literatura prazerosa preferida, sem culpa?
J.D.Salinger. Sempre que estou sem algo para ler mas não quero sair de casa sem um livro, coloco o meu Nove Estórias na bolsa.

19 comentários
0

Posts Relacionados

19 comentários

niih 29 de July de 2013 - 11:32

Que legal, adorei ler suas respostas, Mimis! :)
Também gostei muuito de O Oceano no Fim do Caminho <3
Tem umas perguntas sem respostas mesmo ou é meu firefox que não carregou direito?
Beijos,
niih

Responder
Mimis 29 de July de 2013 - 13:19

Esse livro é lindo demais, né? :14: Fiquei encantada enquanto lia.

Poxa Niih, que chato isso. Mas acho que foi seu Firefox que não carregou, porque abri do computador do meu estágio e abriu direitinho. Tenta apagar os cookies e abrir de novo :)

Beijos,
Mimis

Responder
Julya 29 de July de 2013 - 19:44

Mimis , eu simplesmente adoro o seu modo de escrever! Li essa tag em outros blogs, mas em algumas perguntas só “olhei por cima”, mas aqui eu li tudinho!
Muitos dos livros que você citou eu não li, então fiquei curiosa. A verdade é que raramente compro livros quando saio, geralmente gasto meu dinheiro com roupas, mas estou mudando isso.
Estou lendo Sagarana, e quero muito ler Grande Sertão Veredas, depois me fala o que você achou?
Minha professora de literatura me indicou “Sertões”, mas como tenho a lista da Fuvest como prioridade, não me arrisquei ainda!

Enfim, ótima tag, adorei ler suas respostas, beijos!

Responder
Yasmimis 1 de August de 2013 - 18:56

Nossa, fiquei muito feliz com seu comentário! :13: E até meio sem graça, porque geralmente eu nem acho que escrevo bem ou que tenha algo extraordinário nem nada (não é modéstia, realmente não penso assim).

A melhor parte é essa: conhecer novos livros e ficar curioso. Sabe, eu demorei pra gastar meu próprio dinheiro com livros, por muito tempo ganhei de presente de parentes (já que sempre gostei de ler) ou pegava emprestado na biblioteca, ou de amigos. Não precisa sentir a necessidade de ter os livros, desde que você tenha acesso às histórias de alguma forma, seja ela qual for.

Eu li Sagarana quando estava no colégio. Eu vou ter que ler Grande Sertão Veredas para a faculdade, logo agora em setembro, então certeza que te digo sim! Olha, eu sempre tentei ser muito mente aberta com livros diferentes do meu gosto e nunca torcia o nariz para as leituras obrigatórias, como muitas pessoas (li até Iracema, que foi o mais chato de todos da minha época de ensino médio). Mas Os Sertões foi difícil de engolir, juro! Quando puder, dê uma chance pra ele, não se deixe levar pelas minhas críticas ehehe.

Vai prestar o que na Fuvest?
Beijos e obrigada pelo comentário.

Responder
Julya 1 de August de 2013 - 21:54

Então, eu ia prestar Arquitetura, mas me deu a louca: fiquei em dúvida, pesquisei, conversei com psicóloga, professor e tudo mais… Agora vou prestar Jornalismo e estou muito mais feliz com a minha escolha!
Eu também não sou preconceituosa com livros, tento ler o máximo de gêneros possíveis e ir encontrando os que gosto! Espero conseguir ler Sertões depois que passar o stress de vestibular =/
Quando tiver lido o Grande Sertões: Veredas, podemos conversar por e-mail! O que acha?

Responder
Pri Lovegood 30 de July de 2013 - 07:25

Amo o seu gosto literário, Mimi. Alguns livros eu amo por sua causa, você sabe disso! :**

Responder
Yasmimis 1 de August de 2013 - 18:57

Fofinha :14: Espero te indicar muitos outros bons livros e vice-versa.

Responder
Júlia Canto 30 de July de 2013 - 13:52

Super me identifiquei com seu gosto literário <3 um dia tiro um tempinho pra responder essas perguntinhas também, hahahaha. Parabéns pelo blog, seu cantinho é super lindo! beijão

Responder
Yasmimis 1 de August de 2013 - 18:58

Ai, faça sim! Eu sempre fico curiosa pra saber o que as outras pessoas gostam também.
Muito obrigada pela visita, espero que continue vindo aqui! :16:

Responder
Mariana Nascimento 30 de July de 2013 - 16:40

Tô louca pra ler On the Road.. ainda não vi o filme,sempre espero lera antes para não estragar a história rsrsrs,depois da tua dica então…
Beijos,Mariana Nascimento.

sendopeculiar.blogspot.com

Responder
Yasmimis 1 de August de 2013 - 19:00

“On the road” foi um dos livros que mais marcou minha adolescência. Muitos dos meus amigos leram e não gostaram tanto quanto eu, mas aí eu acho que vai muito do momento que a pessoa está vivendo. Na época, eu me sentia deslocada e queria sair em busca de uma aventura, viver algo louco e mágico e incrível.

Então, me deparei com o livro. Que é um relato de momentos incríveis sim, mas também de momentos “normais” e arrastados. Mas mesmo nesses momentos, eu pude ver beleza, pude ver a vida pulsar. E percebi que eu não precisava sair necessariamente em busca de algo para me encontrar, que nem o protagonista. Que eu já estava na ~minha estrada~

Enfim, divaguei aqui! Mas espero que você goste do livro.
Beijos

Responder
Flávia Bianquini 31 de July de 2013 - 11:10

Oi Mimis, sou a garota estranha que pediu para tirar foto com você no encontro da Mel e que falou que sempre lê o seu blog (e isso é verdade), mas eu acho que nunca comentei (me desculpa). Li esses dias “O oceano no fim do caminho” e também gostei muito. Enquanto lia senti todas as angústias de um garoto de sete anos e me senti incrível por ter uma amiga como a Lettie Hempstock (:
Beijos, Flá.

Responder
Yasmimis 1 de August de 2013 - 19:03

Ai cara, para com isso! Você não é estranha coisa nenhuma, é uma fofa. E olha que eu nem gosto de sair usando esse adjetivo por aí, pra não gastar. Mas você é uma fofa e eu fico feliz de saber que acompanha meu blog (mesmo sem comentar sempre, o que nem é motivo pra pedir desculpas!). :14:

Nossa, esse livro é muito incrível. Tão simples, tão puro. Também sentia as angústias, me lembrou muito minha infância e minhas brincadeiras com amigos imaginários. Ah, se eu tivesse uma Lettie ao meu lado, seria tudo bem mais divertido. Ela é tipo a amiga-fada-madrinha que toda criança adoraria ter.

Muito obrigada pela sua visita, Flá. :07:
Beijos, Mimis

Responder
Juliana Pasta 2 de August de 2013 - 17:23

Ai, lindinha, eu já me sentia importante toda vez que lembrava que você me emprestou o Nove Estórias, e agora, depois de ter visto esse post, me sinto o máximo! hahahaha! Sei que é um livro super importante pra você e que é seu xodó, por isso fiquei muito feliz por você ter confiado em mim e me emprestado!
Sempre fico curiosa pra ler os livros que você indica ou gosta. Quando eu me livrar do Wellington (não que eu não o ame, mas ele toma muito do meu tempo, heh), com certeza vou te pedir várias dicas.
<3

Responder
Julya 2 de August de 2013 - 20:23

Nossa Mimis, vim dar uma olhada e ver se você tinha respondido meu último comentário, aí lendo o que eu escrevi percebi que confundi os nomes e escrevi Grande “Sertões” haha :x que vergonha…
Enfim, acho que você entendeu minha confusão de Sertão e Sertões né? haha

Beijos

Responder
barbara 5 de August de 2013 - 20:27

acho a maior graça em memes literários! dão uma dimensão mais profunda das pessoas (às vezes não tanto, mas no seu caso, sim! ;)).

Responder
camila lacerda 8 de August de 2013 - 11:30

Não conhecia essa tag, muito boa, as perguntas super elaboradas :)
Ha esses livros que citou, ainda não li nenhum =s

Bjos
Chá de Calmila
FAN PAGE

Responder
Isa 19 de August de 2013 - 15:33

Eu adoro esse meme literário e eu adoro fazer também.. E nossa eu também detesto e nem tenho paciência em ler biografias. São aqueles tipos de livros que eu paro no meio e abandono. E aconteceu a mesma coisa comigo com Lovely Bones. Comecei a ler em inglês e parei. Acho que o filme me tocou mais do que o livro haha!

Responder
Olga 16 de March de 2014 - 14:36

Oi (:
Eu adoro seus memes, principalmente sobre livros! rs
Achei teu blog pelo Plástico Inédito, no blog da Pilar. Ai fui ler suas postagens desde o começo, rs.
Tô comentando aqui pra te indicar um livro, caso você queira dar uma nova chance para biografias, é A Primavera do Dragão – A Juventude de Glauber Rocha. Eu que nunca gostei de biografias, até larguei uma do Chico recentemente, adorei essa. É fluída, inspiradora e te faz adorar o Glauber e a onda no cinema brasileiro daquela época. (:

Responder

Comentar

:18: :17: :16: :15: :14: :13: :12: :11: :10: :09: :08: :07: :06: :05: :04: :03: :02: :01: