Browsing Tag

papelaria

Cheia de Opinião

A louca das agendas ataca novamente

Alguns anos atrás, Anna Vitória fez um post sobre a teoria – baseada num filme das gêmeas Olsen – de que toda mulher de sucesso tem uma agenda lotada de anotações (aliás, um minuto de silêncio pelo fim do blog dela, que era uma belezinha). Sempre acreditei nesse mito antes mesmo de ler a tal teoria e, quando li o post, me peguei lendo e acenando com a cabeça a cada parágrafo. Não poderia me identificar mais.

Desde que estou no ensino fundamental, sigo comprando agendas todos os anos e prometendo a mim mesma que dessa vez vai ser diferente, vou ser uma pessoa organizada. Típica promessa de ano-novo que, nem fevereiro chega, a gente já encostou. Veja bem, eu sou pragmática. Mas organizada, ah não, isso aí já é demais.

Minhas agendas vivem um ciclo de vida mais ou menos assim: 1) o começo promissor, cheias de anotações, colagens e canetas coloridas; 2) o abandono, vazio completo; 3) eventuais anotações e tentativas de retomadas desleixadas; 4) mais páginas em branco e a aceitação do fracasso; 5) arrependimento eterno de não ter adotado a agenda como parte da minha existência.

O que, obviamente, não me impede de comprar uma nova assim que possível. Geralmente lá pro meio do ano fico matutando sobre a agenda do ano seguinte (claramente já aceitei o fracasso da agenda atual e fico me enganando, dizendo que com a próxima vai dar certo), entrando em sites e morrendo de amores.

Esse ano, decidi fazer diferente e adotei o sistema do bullet journal (link para o post) e, até agora, tem funcionado bem. Acho que a não-obrigatoriedade de manter o caderno atualizado todos os dias (me sinto mal com os espaços em branco mesmo quando não tenho nada pra preencher) ajuda muito. Não sinto remorso em gastar páginas mas, ainda sim, é trabalhoso. Principalmente quando você quer deixar tudo gracinha como as inspirações do Pinterest ao invés de apenas anotar as tarefas do dia.

Às vezes só queria uma página ali, prontinha pra mim, com a data do dia. A possibilidade de estar em abril, abrir a agenda em outubro e anotar um compromisso que vai acontecer. Uma capa coloridinha pra me animar, sei lá. Sou do tipo de pessoa besta que fica feliz com capas de cadernos.

E, assim, mais uma vez, me rendi à busca da agenda para 2017. Pelo menos já passou metade do ano, tá permitido pensar nessas coisas, né? (resposta: não, Yasmin. Ninguém nem tá pensando em 2017 ainda, se aquieta).

Agendas2017_v1

  1. Frankie Diary, $26.95
  2. Kate Spade, $36.00
  3. Ban.do, $20
  4. Paper Source, $26.95
  5. Moleskine Peanuts, $ nem sei
  6. Kikki.K, $44.90 (NZ)

Escolhi só seis modelos que é pra não passar muita vontade, mas tô aqui sem saber qual eu quero.

Minhas favoritas são a da Frankie – tive em 2012 e ela tem capa de tecido, muito amor –, a de gatinhos da Kikki.K – minhas cores favoritas e gatos, como não amar? – e a da Ban.do – tudo se torna ainda mais irresistível quando você clica no link e vê como ela é gracinha por dentro. Às vezes dá vontade até de ter três vidas, pra ter três agendas mas misericórdia, não dou conta nem de uma.

bannerbeda20163