Browsing Tag

faculdade

Pratododia

Nem tão novo assim.

Não sei dizer se isso é um começo, uma continuação ou um recomeço. Provavelmente, nem faz diferença prática. Mas como eu gosto dessas nomeações, fico com a última opção, por falta de termo mais adequado. Esse blog já existia há muito tempo atrás, em uma galáxia muito, muito distante (toda e qualquer referência a Star Wars é sempre permitida, ainda mais quando você assistiu ao Episódio I em 3D no dia anterior) chamada Blogger. Por vários motivos que convergem para a preguiça, abandonei aquele espaço e, pelo menos na minha cabeça – que por vezes tem surtos de grandeza–, decidi que só voltaria ao blog quando ele fosse de fato meu. Não que nunca tivesse sido, veja bem. O que eu queria mesmo era um “.com” só meu, assim mesmo, todo metido.

Foi mais rápido do que imaginava. Deu até um certo frio na barriga quando o email de confirmação do domínio chegou, minutos após digitar o número do meu cartão de crédito e apertar o botão de confirmar. Comprar pela internet é um troço meio doido. Só que aquele tal frio na barriga continua… É, eu fico ansiosa com várias coisas bem bestas. Como por exemplo, o tal do primeiro post. O que, exatamente, a gente diz por aqui?

Outro motivo para a ansiedade desnecessária é o primeiro dia de aula da faculdade, que é amanhã. No meu cérebro existe uma espécie de “Teatro das Situações Perfeitas” onde construo uma série de acontecimentos imaginários que modéstia a parte, combinariam muito com a realidade. Só que quase nunca entram em cartaz no meu dia-a-dia. Por exemplo, agora me vejo autoconfiante e nadica ansiosa, como uma pessoa racional que já teve essa experiência de primeiro-dia-de-aula-e-trote-e-tudo-mais em 2010, quando decidi que meu chamado era o Design gráfico (aos desavisados, tranquei). Mas a verdade é que estou terrivelmente ansiosa.

Mudanças muito drásticas me deixam meio atortoada. Quase escrevi desesperada, mas achei que era muito forte. Enfim… Pessoas normais sentem “borboletas no estômago” por motivos muito maiores do que os primeiros posts, enquanto sinto “vespas furiosas no estômago” só de saber que amanhã começa uma rotina completamente nova. Só consigo pensar que esse é o meu jeitinho. Vem sendo assim desde 1992 e não sei ser de outra maneira.