Monthly Archives

maio 2016

Longe é um lugar

Oi! Tchau, vou para a Nova Zelândia!

Pode parecer uma notícia meio chocante se levarmos em conta o tempo que me resta aqui no país, mas daqui menos de um mês embarco para a Nova Zelândia. O QUÊ?! Como assim??? É, sendo assim ué.

nz_01

Não que fosse um segredo, eu só… Não contei. Claro que meus pais, amigos mais próximos e outras poucas pessoas sabiam desde o início sobre a ideia de ir para o outro lado do mundo. Só evitei compartilhar nas redes sociais e em qualquer conversa despretensiosa, por medo dos planos desandarem (sou do tipo de pessoa supersticiosa o suficiente para acreditar em mau-agouro, me deixem). Mas agora estamos perto demais da data da viagem para evitar.

nz_02Pois é, vou repetir a informação para ver se agora cai a sua ficha: vou morar na Nova Zelândia. Não é um intercâmbio para estudar inglês, não é coisinha de um mês (pelo menos é o que a gente espera!) e nem brincadeira. Dia 21 de junho vou para Auckland, a maior cidade do país.

Sempre quis ter a experiência de morar fora do país, conhecer outra cultura, ampliar minhas vivências e ser mais independente. Mas também sempre tive medo de viver. Sei que, na prática, esse é um medo genérico e estúpido, mas meu comportamento padrão é me fechar para novas oportunidades, já prevendo seu fracasso e, assim, minimizando as decepções. O que não lá muito efetivo já que, bem, a dúvida sobre ‘como seria ter vivido tal coisa?’ me corrói um pouco. Tenho pra mim que isso tudo só está dando certo porque eu e o Rodrigo vamos juntos. Mais do que isso, porque estamos juntos. Pro que der e vier.

Sei que não vai ser fácil e que estamos indo com várias incertezas na bagagem, mas confio na gente e na nossa resiliência. Existe um grande ponto de interrogação na minha cara quando me perguntam quanto tempo passaremos lá, os desdobramentos dos nossos planos etc. Mas o coração tá tranquilo, com a certeza de que tomamos a decisão certa.

Esse post é só para compartilhar um pouquinho da minha vida e reforçar que, se alguém quiser me dar um abraço e desejar “boa sorte na vida e tal e coisa”, a hora é a agora. Tudo anda bem corrido e, cada vez que abro minha planilha de pendências pré-viagem, parece que os itens se multiplicam. É consulta médica para ir, coisa para comprar, hospedagem para reservar, bicicleta para vender… Uma porção de coisas e o relógio não dá trégua.

Uma coisa eu prometo: várias fotos lindas! (nem precisa ser fotógrafo profissional com aquelas paisagens, né?)

nz_04